Presidiários se envolvem com entusiasmo no “Projeto Esperança” em São Miguel do Iguaçu

Segurança
Ferramentas
Estilo

SÃO MIGUEL DO IGUAÇU – PR - Um projeto social, que envolve presos da delegacia de São Miguel do Iguaçu, vem fazendo sucesso nos meios policiais.  A ideia foi proposta pelo próprio delegado Francisco Robson Sampaio, e ganhou o apoio não só dos próprios detentos, mas de toda a sociedade.

Segundo o Dr. Francisco Robson Sampaio, o desenvolvimento de projetos que incluam a participação dos presos, é uma forma de fomentar o bom comportamento dos detentos, tanto, que ele não tem problemas com disciplina e muito menos com fugas, mesmo que a carceragem tenha passado por um período bastante difícil, por causa de superlotação.

CURSOS E TRABALHOS REALIZADOS

Dentro da filosofia implantada pelo Delegado Francisco Sampaio, os presos já realizaram a revitalização da Biblioteca Municipal, com pintura e ajardinamento, a troca da calçada de um dos CMEIS da cidade e a construção do muro da Escola Vitorino.

O primeiro projeto foi desenvolvido em 2015 e ministrou o curso de Costura Industrial, sempre para 15 detentos, que é o número base com o qual a Delegacia trabalha, ressaltando que, sempre que um preso é solto, outro é chamado para aprender em seu lugar.

O segundo curso ministrado dentro do Projeto Esperança, foi o de Eletricista Residencial e atualmente estão sendo ministrados dois cursos, um de pedreiro e outro de azulejista, contando também com aptidão artística através de um professor voluntário, que está ministrando aulas de técnicas musicais. Além dos presos fabricarem fraldas geriátricas disponibilizadas para a municipalidade, numa produção que alcança 4 mil unidades por mês.

A HORTA É A MENINA DOS OLHOS

34 presos já estudaram nos cursos do Projeto Esperança, mas a horta é a grande expectativa de todos eles, as fotos mostram o porquê

A horta que está sendo implantada e em alguns canteiros já foi feita a semeadura, é a menina dos olhos do Delegado, que fala dela com muito entusiasmo e destaca que a produção será destinada para o Asilo dos Velhos, Escola Pestalozzi e para o consumo dos próprios presidiários.
“São 18 canteiros, de oito metros cada um, e todos os presos se dedicam com alegria ao plantio e trato das hortaliças, pois sabem que estão produzindo hoje, o alimento para eles próprios amanhã”, disse Sampaio.

O delegado mantém um acervo de fotos e vídeos das atividades desenvolvidas, servindo inclusive a nós da imprensa, para que possamos ilustrar as matérias que visam dar visibilidade ao Projeto Esperança, uma iniciativa meritória do Delegado Francisco Robson Sampaio, titular da Delegacia de Polícia de São Miguel do Iguaçu.

Fotos: Delegado Francisco Sampaio

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar