Operação Ágata 11ª divulga balanço dos primeiros dias

Segurança
Ferramentas
Estilo

São Miguel do Iguaçu - PR - A Operação Ágata foi deflagrada na segunda-feira (13) e está instalada ao lado das demais forças de segurança que integram a Operação Muralha, na Praça de Pedágio da EcoCataratas em São Miguel do Iguaçu.

Segundo o Exército Brasileiro, nestes poucos dias de atuação, foram apreendidos R$ 105 mil, em mercadorias diversas. Entre as ações dos militares das Forças Armadas, foram vistoriados 160 motocicletas, 44 caminhões e 65 ônibus e vans. São 600 homens que estão mobilizados na região Oeste do Paraná, com apoio de veículos como jipes e caminhões, tanques, cães farejadores e até um helicóptero, que foi exposto ontem na base de operações.

Na parte social, os militares estão promovendo ações cívicas. Ontem foi na escola Adele Zanoto Scalco, no Porto Meira. Nesta ação cívica foram prestados atendimentos nas áreas médica e odontológica, e palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, dengue e saúde bucal.

CARRO ROUBADO

Na madrugada desta sexta-feira (17), a força policial que atua na Operação Muralha, impediu que mais um automóvel roubado no Brasil fosse levado para o Paraguai. Os marginais pensam que a polícia dorme, mas era 01h30 da madrugada quando tentaram passar pela barreira da Praça do Pedágio, mas foram descobertos. 

Um automóvel Honda Civic, emplacado em Taboão da Serra/SP e foi roubado em São Paulo/Capital, tendo na direção um homem de 25 anos. Na revista promovida pelos policiais foram identificadas adulterações nas numerações identificativas e placas falsas, tratando-se de um clone, confirmando que era produto de roubo, segundo registro ocorrido no dia seis de novembro de 2015. O motorista e o carro foram levados para a Delegacia de Polícia de São Miguel do Iguaçu.

 

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar