Empossadas as novas conselheiras tutelares de Santa Terezinha

Geral
Ferramentas
Estilo

Santa Terezinha de Itaipu - PR - O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Santa Terezinha de Itaipu empossou neste domingo (10) as novas conselheiras tutelares eleitas no processo unificado realizado em 4 de outubro do ano passado. Com a presença de autoridades, lideranças e da comunidade, a cerimônia ocorreu às 8h30 no auditório da prefeitura municipal.

Maria de Fátima Bendo, Lurdes Sartori Ramalho, Beatris Aparecida de Lima de Paula, Cristiana Gonçalves Martins e Clarice Lourde Carbolin Venson, são as cinco conselheiras tutelares empossadas. Eleitas pela escolha direta da população para um mandato de quatro anos, elas terão a missão de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

“O Conselho Tutelar tem uma função importante na atuação de proteção de crianças em situação de vulnerabilidade social. Desejamos sucesso a esse novo colegiado e que desempenhem um excelente papel neste mandato”, desejou Terezinha Nery dos Santos, presidente do CMDCA.

A Secretária Municipal de Assistência Social, Ellis Regina Eberhard, frisou as parcerias como fundamental para o avanço de políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes. “O órgão continuará recebendo todo o apoio que já vem recebendo para trabalhar em defesa de nossas crianças”, garantiu a secretária.

O prefeito Cláudio Eberhard saudou as novas conselheiras tutelares e destacou o fortalecimento da rede de atuação junto às crianças e adolescentes. “Conquistamos avanços importantes e teremos mais novidades neste ano. Esperamos que as conselheiras façam valer a responsabilidade que lhes foi dada para fazer um grande trabalho em prol das crianças e adolescentes”, enfatizou.

Capacitação

Em novembro, custeadas pelo município, as novas conselheiras e seus suplentes participaram de capacitações realizadas pelo CMDCA, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, pelo Ministério Público de Foz do Iguaçu e a Actep (Associação de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares do Paraná).

Da Assessoria - Foto: Stewan Longen

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar