Resistência durou até a PM usar bombas de gás lacrimogênio

Geral
Ferramentas
Estilo

Santa Terezinha de Itaipu - PR - Os sem-terra, ficaram aguardando a chegada dos policiais da Tropa de Choque, que no entanto, não se aproximaram muito, pois os caminhões estavam sendo incendiados e o risco de explosão era grande, mesmo assim tiveram que enfrentar as pedras atiradas pelos integrantes do MST e responderam com bombas de gás lacrimogênio.

Quanto mais os sem-terra tentavam intimidar os policiais com pedras, para evitar que se aproximassem dos caminhões e apagassem o fogo mais os PMs avançavam.

Foi necessário o lançamento de bombas de gás lacrimogênio, o que fez com os sem-terra abandonassem suas posições em meio ao milharal e corressem para o interior da fazenda. Com o recuo dos invasores, os soldados do Corpo de Bombeiros e da Concessionária EcoCataratas, puderam se aproximar e iniciaram o combate ao fogo.

A ação policial teve duas frentes: uma no portal do Corredor da Biodiversidade, e outra por uma via de acesso secundária à propriedade (fundos), essa última com a presença de um efetivo maior de policiais. 

DEFESA

Assistindo tudo de fora, o advogado do MST, Elcir Zenn, comentava que estava tudo errado, que não precisava nada daquilo e que poderia ter sido resolvido de forma pacífica: “Posso garantir uma coisa para você: o Governador Beto Richa não está sabendo de nada do que está acontecendo aqui. Estava agora mesmo com o Hamilton Seriguelli na linha e, ele pediu para colocar o Coronel Otto para falar diretamente com o Beto Richa, mas ele se negou a falar”, reclamou Elcir, referindo-se ao Comandante do 14º BPM.

SEM MORTOS OU FERIDOS

O Tenente Coronel Washington Lee Abe, comandante da Operação, compareceu às 10 horas em ponto no local combinado com a imprensa, na entrada principal da fazenda, para dar a versão oficial da PM aos fatos.

“Recebemos a missão de proceder a reintegração de posse da Fazenda Santa Maria e é isto o que viemos fazer aqui. Mobilizamos 650 homens da PM de todo o Paraná e viemos fazer cumprir a ordem. Eles tiveram duas oportunidades para desocupar a área, foram avisados duas vezes, mas não saíram e não nos restou outra alternativa”, disse o militar.

Washington Lee Abe considerou normal a reação dos sem-terra queimando caminhões e pneus, pois esta é a forma de agir deles, porém, ressaltou: “Certamente que os caminhões e tratores não eram deles, pois ninguém bota fogo no próprio patrimônio”, observou o militar.

Algum sem-terra insinuou que crianças teriam sido machucadas nas ações, porém, o Tenente Coronel negou a informação e disse que se, alguma criança foi machucada, que deve ter sido por eles mesmos, pois por parte da PM não foi registrado nenhum incidente desta ordem.

Encerrando, declarou que a PM permanecerá na área até que a reintegração seja totalmente cumprida e emendou: “Nós só agimos conforme o mandado judicial. Quem vai julgar é o juiz e, à partir do momento que achar que deve ser feita a reintegração, manda uma ordem judicial para a polícia. Aí o nosso comando nos intima pessoalmente e nos dá um prazo para cumprir o que manda a lei”, justificou o Comandante Regional da PM.

 

Tenente coronel Washington Lee Abe comandou a operação

O advogado do MST, Elcir Zenn, disse que Richa não sabia da operação 

Fotos: Fabiane Tavares 

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar