Protesto obriga vereadores de Medianeira arquivar aumento do próprio salário

Política
Ferramentas
Estilo

MEDIANEIRA - PR - Os vereadores de Medianeira parece não terem aprendido a lição do povo brasileiro que foi às ruas protestar contra a corrupção, culminando com o afastamento de Dilma Rousseff. A mesa diretora elaborou um projeto de lei, autorizando o reajuste dos próprios salários para R$ 7.321,30. O projeto estava tramitando na surdina, mas a população descobriu e passou a acompanhar as sessões. A cada dia aumentava o número de pessoas que invadia a Câmara de Vereadores para protestar.

Na última segunda-feira (10) o projeto iria para a votação final. Os moradores engrossaram o coro e fizeram pressão pela retirada de pauta. Encurralados, os vereadores decidiram, por unanimidade, arquivar o projeto.

Pela proposta, os vencimentos dos vereadores subiriam para R$ 7.321,30 e o do presidente da Câmara para R$ 11.043,85.  De autoria da Mesa Diretora, o projeto foi votado em primeiro turno antes das eleições municipais. A previsão era conseguir a aprovação definitiva na tarde de segunda.

A mesa diretora apresentou como justificativa a base no índice aplicado na Lei Municipal 113, de 6 de julho de 2011. Os autores também citaram o artigo 37 da Constituição Federal e a instrução normativa 72/2012, do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). Em suma, a reposição se daria tendo em vista as perdas inflacionárias referente a 2015.

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar