Rafael Greca, com apoio de Richa, vence o segundo turno em Curitiba

Política
Ferramentas
Estilo

CURITIBA - PR - O segundo turno da capital paranaense sempre reserva fortes emoções. Não poderia ter sido diferente em 2016 e, com uma abstenção significativa, de 20,12% dos votos, que equivale a 259.399 votos, Rafael Greca se elege prefeito de Curitiba. O candidato do Partido da Mobilização Nacional - PMN, somou 461.736 votos, ou 53,25% dos 867.051 votos válidos.

Ney Leprevost, candidato do Partido Social Democrata - PSD, que concorreu com o apoio de Eduardo Sciarra, contrariando a vontade do governador Beto Richa, que apoiou abertamente Greca, totalizou 405.315 votos. Foram verificados 117.920 votos nulos e 44.834 votos em branco. Os 259.399 eleitores que escolheram não comparecer às urnas neste segundo turno, poderiam sem nenhuma dificuldade, terem alterado o resultado do pleito.

A alta abstenção deve ser analisada com profundidade pelos candidatos eleitos, pois demonstra o desinteresse e o descrédito do eleitor para com a política e os candidatos.

Foto: G1

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar