Na posse de Greca, Richa anuncia R$ 400 milhões para municípios

Economia
Ferramentas
Estilo

CURITIBA - PR - O governador Beto Richa anunciou neste domingo (1), durante a solenidade de posse do prefeito de Curitiba, Rafael Greca, a transferência, pelo Governo do Estado,  de R$ 400 milhões referentes a cota extra de ICMS para os municípios paranaenses. O repasse deve ser feito já em janeiro e, desse total, R$ 60 milhões irão para Curitiba. Durante a cerimônia de posse, o governador também confirmou o compromisso de reintegrar o transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana.

Richa disse que a ideia é trabalhar em parceria com a prefeitura. “O prefeito Rafael Greca já demonstrou a intenção de trabalhar em parceria com o governo do Estado. E, essa união de esforços ajuda em um momento de crise financeira para enfrentarmos e vencermos os desafios”, disse ele, na solenidade. A reintegração do sistema de transporte, de acordo com Richa, deve começar o mais rápido possível.

“A parceria com o Governo do Estado será valiosa para o renascimento da cidade no horizonte metropolitano. Daremos a Curitiba a menção da sua grandeza, lugar de acolhida dos mais humildes, seja de quais municípios forem. O governador é meu parceiro nisso”, acrescentou Rafael Greca.

A primeira-dama, Fernanda Richa e o governador Beto Richa acompanham, atentamente, à assinatura do termo de posse pelo novo prefeito de Curitiba, Rafael Greca

Richa ressaltou que o repasse de R$ 60 milhões para Curitiba vai ampliar a capacidade de pagamento da prefeitura, que hoje está comprometida, e também possibilitar os investimentos necessários para a população. O prefeito da capital afirmou que o anúncio dos recursos é um alento para Curitiba. É quase dia de Reis e já recebi um presente. Fiquei muito feliz com o anúncio do repasse”, afirmou.

Muitos desafios

Em seu discurso, o governador destacou que o novo prefeito vai ter muitos desafios em meio a uma conjuntura adversa, em que o País enfrenta Uma recessão sem precedentes. “Muitos estados não conseguem pagar salários. O Paraná, porém, navega em direção a um porto seguro. Fizemos a lição de casa, com o ajuste, e hoje temos a melhor situação fiscal do País”, destacou.

Apesar das dificuldades, Richa ressaltou que Greca traz de volta a esperança de reconstrução de Curitiba. “Tenho convicção que o prefeito Greca, com o empenho de sua equipe, fará uma gestão democrática, próxima da população e dos bairros. Vamos trabalhar juntos pela cidade, pelo bem dos curitibanos”, disse, ao lembrar que esteve à frente da prefeitura de Curitiba por duas vezes. “Curitiba me ajudou a ser o governador de todos os paranaenses”, acrescentou.

A posse de Rafael Greca foi concorridíssima, tanto pelas autoridades das mais diversas esferas, como pela imprensa paranaense

Richa, que estava acompanhado da secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, adiantou que deve receber no Palácio Iguaçu, nos próximos dias, prefeitos de todo o Estado para a efetivação dos repasses de R$ 400 milhões de ICMS. “Nossa missão é fazer transformações concretas para melhorar a vida de todos os paranaenses’, afirmou.

Saúde e infraestrutura

Rafael Greca, em seu discurso, prometeu, além da parceria para retomada da integração do transporte na região de Curitiba, mais recursos para a saúde, melhorias na área de infraestrutura e o projeto Vale do Pinhão, que prevê a criação de um polo de inovação em um eixo ligando o centro histórico da cidade, o centro tradicional e o bairro Rebouças.

Fernanda Richa ressaltou que Curitiba precisa retomar o posto de cidade inovadora. “Que essa seja uma gestão profícua, de exemplo para seus cidadãos e para o Brasil em empreendimentos e novas soluções, respeitando o meio ambiente sempre”, disse.

Fotos: Orlando Kissner / AEN

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar