MON abre três exposições no próximo sábado

Geral
Ferramentas
Estilo

O Museu Oscar Niemeyer (MON) inaugura três exposições no próximo sábado (30). A partir desta data, o público poderá conferir a “Bienal de Curitiba 2017”, a mostra “Não está claro até que a noite caia”, da artista Juliana Stein, e “Salão Paranaense | Memória e Momento”, uma retrospectiva de 70 anos do Salão Paranaense. A abertura das exposições será a partir das 18h, com entrada gratuita.

BIENAL - Desde 2011, o MON é um dos principais espaços expositivos da mostra. A Bienal de Curitiba é reconhecida como o maior evento de arte contemporânea da América do Sul e uma das principais mostras de arte do circuito mundial. Nesta edição, com o título “Antípodas – Diverso e Reverso”, terá a China como país homenageado.

Vários espaços do museu receberão exposições: o “Olho” e Espaço Araucária, com curadoria de Fan Dian, Fang Zhenning e Liu Chunfeng, recebem obras de 36 artistas chineses, além da área externa do museu. Já o térreo da Torre do MON terá a CAFAM Biennial (Central Academy of Fine Arts Museum) de Pequim, e o primeiro andar da Torre do museu expõe Shanghai Biennale, que trazem conteúdo sobre as Bienais Chinesas, com vídeos e outros materiais de divulgação contando o histórico de edições e explicando o que são ambos os eventos.

Seguindo o conceito da Bienal, outras salas do Museu Oscar Niemeyer exibem obras de artistas selecionados por diferentes curadores.

FOTOGRAFIA - A mostra “Não está claro até que a noite caia” apresenta obras da artista Juliana Stein e tem curadoria de Agnaldo Farias. As obras nesta exposição analisam as relações entre as palavras e as imagens a partir de indagações como: existe uma imagem para cada palavra? Existe uma palavra para cada imagem? A partir da noção de traço, a exposição se ocupa daquelas coisas que só podemos ver quando olhamos meio de lado.

De acordo com Juliana Stein, “a fotografia tem este caráter de traço, de ter estado na frente do objeto e, apesar disto, de funcionar dentro de um circuito enquanto algo lhe falta. A imagem fotográfica é o registro de algo, mas do quê?”, provoca.

SALÃO PARANAENSE - A exposição “Salão Paranaense | Memória e Momento” é uma coletânea da arte contemporânea produzida no Brasil nos últimos 70 anos e que compõe o acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR). “Salão Paranaense | Memória e Momento” faz uma retrospectiva do Salão Paranaense, desde sua criação em 1944 até hoje. A mostra tem curadoria de Ronald Simon.

O Salão Paranaense foi criado por iniciativa de um grupo de artistas e intelectuais que formavam a Sociedade de Amigos de Alfredo Andersen e passou a ser organizado anualmente pela Secretaria de Estado da Cultura. Em 1970, quando estava em sua 27ª edição, o Salão teve a sua realização confiada ao recém-fundado Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR), entidade que nascia com a dupla missão de recolher, abrigar e preservar o patrimônio artístico paranaense, assim como amparar, estimular e divulgar a criação artística contemporânea.

Serviço
Abertura das exposições “Bienal de Curitiba 2017”, “Não está claro até que a noite caia” e “Salão Paranaense | Memória e Momento”
Dia 30 de setembro de 2017, sábado
Horário: 18h
Entrada gratuita na hora da abertura

Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999 – Centro – Curitiba/PR
Terça a domingo, das 10h às 18h
R$16,00 e R$8,00 (meia-entrada)
Venda de ingressos e acesso às salas de exposição até 17h30
Entrada gratuita às quartas-feiras
41 3350 4400
museuoscarniemeyer.org.br

Foto: Agência Estadual de Noticias AEN - PR

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar