Francisco Beltrão vai zerar a fila de cirurgias de pterígio

Geral
Ferramentas
Estilo

O Governo do Estado em parceria com a prefeitura de Francisco Beltrão deu início nesta sexta-feira (15) a um mutirão de cirurgias oftalmológicas de pterígio. Também conhecida como ‘carne no olho’, a doença é caracterizada por um tecido que cresce no globo ocular podendo atingir a pupila e afetar a visão. O objetivo é fazer 350 cirurgias e zerar a demanda pelo procedimento no município até o fim de outubro.

“Esta é uma demanda que estava represada há alguns anos. É a primeira vez que oferecemos o procedimento pela rede pública de saúde de Beltrão. Até agora, a cirurgia era realizada apenas na rede privada. É mais uma conquista do Governo do Estado para a população da nossa região”, fala a diretora da 8ª Regional de Saúde, Cíntia Ramos.

De acordo com o oftalmologista Eduardo Menezes, um dos responsáveis pelo atendimento no mutirão, o procedimento é simples e leva apenas 10 minutos. “Retiramos o tecido e transplantamos uma parte saudável do mesmo olho para o local onde estava o pterígio para não ter chances de reincidência. É um procedimento rápido e moderno com um pós-operatório tranquilo”, explica o médico.

Serão feitas cerca de 40 cirurgias por dia no Hospital Regional do Sudoeste, localizado em Francisco Beltrão. Além desta sexta-feira (15), também estão marcados procedimentos para os dias 16, 17, 23 e 24 de setembro e 20, 21 e 22 de outubro. Para ser atendido, o paciente já deve ter indicação cirúrgica e estar cadastrado na Secretaria de Saúde do município. Outras cidades da regional devem ser atendidas nas próximas etapas do mutirão.

Foto: Agência Estadual de Noticias AEN - PR

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar