Famílias de Matelândia recebem a chave casa própria

Geral
Ferramentas
Estilo

MATELÂNDIA - PR - Quarenta famílias que moravam em condições precárias ou áreas de risco em Matelândia, na região Oeste do Paraná, receberam nesta sexta-feira (11) as chaves de novas moradias. As casas foram construídas em uma parceria entre o Governo Federal, Governo do Estado e prefeitura com investimentos de R$ 1,2 milhão.

O residencial foi construído na modalidade Sub50, que contempla cidades com menos de 50 mil habitantes, e prevê o atendimento de famílias em situação de vulnerabilidade social. Por se tratar de um público de baixa renda, os imóveis foram totalmente subsidiados pelo poder público e repassados sem custos aos novos moradores.

Segundo o prefeito Rineu Menoncin (Teixeirinha), o momento é único para as famílias beneficiadas. “O sonho de qualquer pessoa é ter a casa própria e o nosso sonho é poder ajudá-las. Agradeço muito a Deus por nos dar discernimento para cuidar daqueles que mais precisam”, disse.

FIM DO ALUGUEL

Uma das famílias contempladas foi a da aposentada Laura Correia Brito, de 53 anos. Ela conta que pretende utilizar os R$ 200 mensais que pagava mensalmente de aluguel para reinvestir no novo lar. “Com essa economia a primeira coisa que eu vou fazer é o muro e ir melhorando o resto aos pouquinhos”, conta. “O mais importante é morar naquilo que é meu”, comemora Laura.

De acordo com o coordenador regional da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) em Cascavel, Severino Folador, a habitação tem sido tratada como um setor prioritário pelo Governo do Estado. Ele destaca a integração de trabalho entre a empresa, a Copel e a Sanepar para viabilização do empreendimento.

“Estamos levando a vontade e a determinação política do governador Beto Richa e do presidente da companhia, Abelardo Lupion, nos diálogos com os prefeitos”, declara. “Não medimos esforços para prestar todo o apoio necessário na ampliação da política habitacional em todo o Estado”, diz Folador.

CASAS RURAIS

No mesmo evento, também foram entregues quatro casas para pequenos produtores de Matelândia. Os agricultores, que possuem renda bruta anual de até R$ 15 mil, arcarão com apenas 4% do valor dos imóveis, divididos em quatro parcelas anuais de R$ 285.

O agricultor Divilasio Backes, 65, conta que não teria condições de construir uma nova moradia ou até mesmo reformar a antiga casa de madeira com o dinheiro que obtém em sua pequena propriedade, na área rural de Matelândia. “Se eu fosse construir uma casa, por enquanto, eu não conseguiria, mas por esse valor dá para pagar”, relata Backes.

PRESENÇAS

Estavam no evento o coordenador regional de Governo do Estado, Eliezer Fontana, o deputado estadual Paulo Litro, o secretário regional da Casa Civil de Foz do Iguaçu, Philipe Mansur, a primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social e Habitação, Maria Lucia Menoncin, o vice-prefeito de Matelândia, Enio Oliveira, o presidente da Câmara Municipal de Matelândia, Gabriel Cadini, a gerente regional do Banco do Brasil, Fernanda Galeasi, o representante do banco Crehnor, Altemar Freitas, e a coordenadora de programas habitacionais de Matelândia, Silvana Parizotto.

Reportagem: AEN/PR
Foto: Giorgia Pelanda / Cohapar

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar