Copel investe R$ 1,23 bilhão no semestre e melhora serviços

Geral
Ferramentas
Estilo

CURITIBA - PR - A Copel investiu R$ 1,23 bilhão no primeiro semestre de 2017, conforme o balanço da empresa que acaba de ser divulgado. “É um investimento expressivo, que melhora a infraestrutura de energia no Estado e o atendimento à população”, disse o presidente da Copel, Antonio Guetter.

Os investimentos foram em obras importantes para melhorar ainda mais o fornecimento de energia em todo o Estado. Já ficaram prontas as subestações Hauer (Curitiba), Colombo, Rio Branco do Sul e São Valentim.

Construída em Dois Vizinhos, no sudoeste do Estado, a nova Subestação São Valentim foi inaugurada nesta quinta-feira (10). A unidade recebeu investimentos de R$ 4 milhões e opera na tensão 34,5 kV. A Subestação São Valentim faz parte do programa Mais Clic Rural, que moderniza a rede em áreas rurais do Estado.

Estão em obras as subestações São Pedro do Ivaí, Catanduvas do Sul, Cambé, Cafelândia e Sítio Cercado (Curitiba). Também foram finalizadas as linhas de transmissão Ponta Grossa Norte/Klacel/Figueira e Londrina/Assis.

Na área de geração, avançam as obras da Usina Baixo Iguaçu e da reconstrução da Usina Térmica de Figueira. A Copel Telecom, que está ampliando a sua rede de fibra ótica no Estado, investiu R$ 103 milhões no semestre.

A receita operacional líquida da Copel foi de R$ 6,47 bilhões no semestre. O lucro líquido foi de R$ 568 milhões.

Foto: Agência Estadual de Noticias AEN - PR

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar