UPE emite comunicado e tranquiliza alunos brasileiros e familiares

Comportamiento
Ferramentas
Estilo

Ciudad del Este - PY - Um suposto caso de estupro que teria ocorrido no Paraguai após o trote dos alunos de Medicina da Universidad Privada Del Este teve grande repercussão no Brasil, após ter sido tratado de forma absolutamente sensacionalista por alguns setores da imprensa regional.

O caso está sob investigação das autoridades do país vizinho e, preocupada em tranquilizar as famílias dos alunos da Instituição, que em grande parte é formada de brasileiros e estrangeiros de diversos outros países, a direção da UPE emitiu nota de esclarecimento.

COMUNICADO À OPINIÃO PÚBLICA

A UNIVERSIDAD PRIVADA DEL ESTE – UPE, esclarece a população em geral:

Que os fatos denunciados perante as autoridades por uma aluna, supostamente vítima de agressão sexual, NÃO OCORRERAM nas dependências da Universidad Privada Del Este – UPE, durante o batismo (trote) dos ingressantes ao curso de Medicina. Tais fatos, segundo levantados pelas autoridades, ocorreram fora do horário do batismo e fora da Instituição. De acordo com o apurado, teriam ocorrido na casa de um aluno.

Que o batismo dos alunos ingressantes é voluntário, e quem não está de acordo não é obrigado a participar deste ato, conforme o disposto pelo Decanato da Faculdade de Medicina, o que consta na autorização para a realização do evento, concedida aos alunos.

Que a Universidad Privada Del Este – UPE, se isenta de toda e qualquer responsabilidade com relação ao fato denunciado e se coloca à disposição das autoridades competentes, para toda e qualquer cooperação necessária;

Que a Universidad Privada Del Este – UPE, é uma Instituição caracterizada por primar por uma conduta, sempre considerando os valores morais e os bons costumes;

Anexo à presente, a solicitação de autorização por parte dos alunos para o batismo dos ingressantes, assim como o despacho do Decanato de Medicina com as observações de próprio punho feitas pelo Decano, para que não fosse alegado desconhecimento ou falta de informação a respeito do que é permitido ou proibido durante o batismo. Abaixo, a transcrição:

Concedo a autorização, com as seguintes observações:
1 – Não é permitido o consumo de bebidas alcoólicas;
2 – Não causar danos a terceiros;
3 – Não causar danos ao patrimônio da Universidad;
4 – Respeitar a integridade física dos participantes;
5 – Manter respeito ao pudor;
6 – Não realizar atos que os batizados (calouros) não desejem, como corte de cabelo;
7 – A participação dos alunos que serão “batizados” é voluntária, e os mesmos deverão assinar termo de consentimento;
8 – O ato de batismo deve ser uma festa de boas-vindas;

Juan Carlos Guimarães – Diretor Acadêmico

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar