Terremoto de magnitude 7.6 atinge o Chile e provoca alerta de tsunami

Geral
Ferramentas
Estilo

ILHA DE CHLOÉ - CHILE - Um terremoto de 7.6 graus na escala Richter atingiu neste domingo (25) o sul do Chile e provocou um alerta de tsunami em cinco regiões, ainda sem quaisquer vítimas ou dados relatados, segundo o Escritório Nacional de Emergência (Onemi).

O terremoto ocorreu às 11h22 local (12h22 de Brasília), 67 km a noroeste da cidade de Melinka, na Ilha de Chiloé, localizada em frente à costa da região de Los Lagos (1.021 km ao sul de Santiago) a uma profundidade de 20 km, segundo o Onemi.

Um alerta de tsunami foi decretado para a área costeira das regiões afetadas e o Onemi pediu a evacuação das áreas costeiras da Região dos Lagos, bem como das praias nas regiões de Biobio, La Araucanía, Los Ríos e Aysén.

A chegada das primeiras ondas de tsunami foi estimada às 13h21(12h21 de Brasília) na costa da ilha de Chiloé, onde a evacuação de pessoas para um lugar mais alto começou.

"O terremoto nos pegou de surpresa quando estávamos tomando café da manhã e imediatamente saímos de casa pelo risco de tsunami", relatou à televisão chilena um homem que  escapou com sua família para áreas mais elevadas.

As primeiras indicações é de que não há feridos ou vítimas do terremoto. As redes telefônicas e de internet foram mantidas, mas houve quedas de energia em algumas áreas, de acordo com a televisão local. O terremoto surpreendeu a população em pleno Natal, um dia em que todo o comércio está fechado.

O Chile é um dos países mais sísmicos do mundo e tem implementado rigorosas regras para a construção civil resistente aos tremores. Em setembro do ano passado, um terremoto de 8.4 graus na escala Richter, seguido de um tsunami, abalou a região de Coquimbo, matando 15 pessoas. Em 2010, um outro terremoto de 8.8 também seguido de um tsunami, atingiu o centro e sul do país, deixando mais de 500 mortos.

Reportagem: Agência Brasil | Edição: Amanda Cieglinski | Foto: Álvaro Vidal

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar