Preços de hotéis em Foz e Salvador são os mais baixos do Brasil

Economia
Ferramentas
Estilo

FOZ DO IGUAÇU – PR - Um levantamento inédito, realizado pela empresa Paraná Pesquisas, de Curitiba, mostra que Foz do Iguaçu e Salvador são as cidades que oferecem os menores valores para pacotes turísticos em hotéis de categorias 3 e 4 estrelas para a temporada de verão. As informações da Paraná Pesquisas foram levantadas entre os dias 21 e 29 de novembro, utilizando os sites mais procurados pelas pessoas que planejam suas viagens de férias ou de negócios: www.booking.com, www.bestday.com.br, www.hoteis.come www.decolar.bomhoteis.

Para chegar a esses resultados, a pesquisa simulou uma acomodação dupla, para dois períodos de hospedagem: entre 3 e 9 de janeiro e entre 24 e 30 de janeiro de 2017.
“A relação custo-benefício da hotelaria de Foz do Iguaçu é imbatível”, afirma o superintendente de Comunicação Social da Itaipu e secretário-geral do Codefoz, Gilmar Piolla. “Não só na questão de preços, mas na qualidade dos serviços oferecidos”. E conclui: “Nesse aspecto, não tem pra ninguém”.

O presidente do Sindicato de Hotéis, Carlos Silva, concorda. Para ele, Foz do Iguaçu oferece uma boa estrutura hoteleira e, cada vez mais, melhores serviços. “Com o Centro de Capacitação (mantido pelo Sindhotéis), estamos ampliando o conhecimento e a capacitação do nosso pessoal e, com isso, pretendemos atrair mais públicos, inclusive de outros países”. Ele conclui dizendo que “qualidade e preço são importantes para a decisão de escolher um destino turístico”.

Desde sua inauguração, o Centro de Capacitação do Sindhotéis já preparou para o trabalho milhares de trabalhadores

A pesquisa

Além de Foz do Iguaçu e Salvador, a Paraná Pesquisas fez o levantamento de preços nos seguintes destinos: Fortaleza (CE), Natal (RN), Rio de Janeiro (RJ), Porto de Galinhas (PE), Costa do Sauípe (BA). De acordo com a Paraná Pesquisas, os valores apurados referem-se à média encontrada em cada site para a classificação de 3 e 4 estrelas (classificação também feita pelos sites, que não correspondem ao determinado pelo Ministério do Turismo).

O levantamento revelou que, nos dois períodos pesquisados, tanto em hotéis de 3 como nos de 4 estrelas, os menores preços encontrados foram em Salvador, vindo a seguir Foz do Iguaçu.

Comparativo

A média de valores do pacote para o período entre 3 e 9 de janeiro, em hotéis de 3 e 4  estrelas, foi de R$ 1.646,74 em Salvador; R$ 1.815,26 em Foz do Iguaçu; R$ 1.915,47 em Fortaleza; R$ 2.365,56 em Natal; R$ 2.454,65 no Rio de Janeiro; R$ 2.775,00 em Porto de Galinhas; R$ 2.947,60 na Costa do Sauípe; R$ 3.514,39 em Florianópolis; e R$ 3.607,73 em Gramado.

Para o período entre 24 e 30 de janeiro, a média geral apresentou valores mais baixos em sete dos nove destinos. Ficaram mais altos em Porto de Galinhas e em Salvador, que ainda assim apresentou a menor média de preços. O pacote para o período, em Salvador, ficou em R$ 1.533,81; em Foz do Iguaçu, R$ 1.650,84; em Fortaleza, R$ 1.785,83; no Rio de Janeiro, R$ 1.880,10; em Natal, R$ 2.039,26; na Costa do Sauípe, R$ 2.964,13; em Porto de Galinhas, R$ 3.195,03; em Florianópolis, R$ 3.311,09; e em Gramado, R$ 3.314,39.

Na média, a diária dos hotéis de 3 e 4 estrelas, para o período entre 3 e 9 de janeiro, foi R$ 234,49 em Salvador; R$ 302,54 em Foz do Iguaçu; R$ 319,14 em Fortaleza; R$ 391,27 em Natal; R$ 409,94 no Rio de Janeiro; R$ 491,27 na Costa do Sauípe; R$ 585,73 em Florianópolis; R$ 602,29 em Gramado; e R$ 655,74 em Porto de Galinhas.
Já para o período entre 24 e 30 de janeiro, a média de valores nos hotéis de 3 e 4 estrelas foi de R$ 255,64 em Salvador; R$ 275,29 em Foz do Iguaçu; R$ 297,64 em Fortaleza; R$ 329,56 em Natal; R$ 359,67 no Rio de Janeiro; R$ 494,02 na Costa do Sauípe; R$ 532,40 em Porto de Galinhas; R$ 551,85 em Florianópolis; e R$ 552,40 em Gramado.

Fotos: Sindhotéis / Divulgação | Capa: clickfoz

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar