Setor avícola busca estratégias para viabilizar crescimento sustentável

Economia
Ferramentas
Estilo

Foz do Iguaçu - PR - Após enfrentar um primeiro semestre de adversidades em 2016, a avicultura nacional vislumbra sinais de recuperação a partir do próximo ano.  O bom momento deve chegar após um cenário desafiador para o setor, influenciado por fatores como a retração econômica e a desaceleração do consumo no mercado interno, a alta histórica do preço do milho e a queda dos níveis do câmbio.

Para discutir o assunto, o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, participará do IV Workshop Sindiavipar: Avicultura do Paraná para o Mundo, que acontece nos dias 27 e 28 de outubro, em Foz do Iguaçu (PR). Além de Turra, que abordará "Perspectivas da avicultura de corte com as mudanças no cenário político brasileiro", o evento do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar) traz palestras com outros nove especialistas de diversas áreas da cadeia produtiva.

Conforme o dirigente da ABPA, a avicultura seguirá como carro-chefe da segurança alimentar brasileira, sendo a proteína mais produzida e exportada pelo país. "Devemos viver um novo momento econômico. Temos, entretanto, que refletir as estratégias setoriais em torno de um crescimento sustentável, observando as tendências nacionais e globais quanto ao perfil de consumo". Líder mundial em exportações de carne de frango, o Brasil contribui para a segurança alimentar de 160 nações, como avalia Turra.

Durante a apresentação, ele fará reflexões acerca da posição exercida pelo país nesse contexto. "Detemos um status sanitário único e produzimos focados na sustentabilidade, abastecendo o mundo com produtos de alta qualidade. Exatamente por isso, precisamos analisar os rumos que assumiremos nos próximos anos, mantendo nosso papel como grande gerador de renda, além de segurança alimentar nacional", destaca. 

Para o presidente do Sindiavipar, Domingos Martins, a expertise do setor aliada à boa oferta de grãos, estão recolocando a avicultura em uma fase positiva. Martins também lembra que a produção de carne está se recuperando, com estabilidade dos preços. "A retomada econômica prevista para 2017 apresenta a oportunidade de aumentarmos as vendas nos mercados interno e externo. Nas exportações, o Paraná pode obter crescimento, pois sempre competitividade e sanidade", ressalta. A expectativa favorável é compartilhada por Turra, que aposta no desempenho das exportações e no esforço conjunto com o Governo Federal para expandir fronteiras.

Inscrições

Os interessados em participar do evento, podem realizar a inscrição pelo site oficial da entidade (www.sindiavipar.com.br). As inscrições, que já estão no segundo lote, custam R$150 para associados, avicultores, médicos veterinários registrados no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) e estudantes, já não associados podem garantir a presença por R$ 300. As inscrições também poderão ser feitas na hora, com valores de R$ 300 e R$ 400 respectivamente.

Realização

O IV Workshop Sindiavipar: Avicultura do Paraná para o Mundo é promovido pelo Sindiavipar com patrocínio diamante do Grupo Fiep, Zhengchang e Vaccinar, patrocínio prata da Agroceres Multimix, COBB e Merial Brasil, patrocínio bronze Adisseo e BRDE. O evento conta com o apoio institucional de O Presente Rural, AviSite, ABPA,  Sindicato dos Médicos Veterinários do Paraná (Sindivet-PR),  Sindicato das Indústrias de Cacau e Balas, Massas Alimentícias e Biscoitos, de Doces e Conservas Alimentícias do Estado do Paraná (Sincabima), Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas (Facta), Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná (CRMV-PR), Grupo Sesi, Adapar, Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA) e Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo, Fundação Parque Tecnológico Itaipu  (Programa Oeste em Desenvolvimento), Frango Sabor Caipira, CRMV-RS, Folha Agrícola e Avilink.

Serviço:

IV Workshop da Avicultura Paranaense 
Data: 27 e 28 de outubro de 2016
Local: Hotel Mabu Thermas Resort, em Foz do Iguaçu (PR)
Inscrições: www.sindiavipar.com.br 
Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


Sobre o Sindiavipar

O Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar) representa 43 abatedouros e incubatórios. Desde sua fundação, em 1992, o Sindiavipar tem trabalhado para o crescimento da avicultura do estado, buscando sempre representatividade no mercado interno e externo. Atualmente, o Paraná é o maior produtor e exportador nacional, além de referência em sanidade avícola e responde por aproximadamente 35% das exportações de carne de frango do país, embarcando o produto para mais de 150 países em todo o mundo. 

 

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar