Requião, via Twitter, afirma que não havia quórum na reunião

Estilo

O senador paranaense pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, denuncia uma possível irregularidade na reunião do diretório nacional do partido, que muito provavelmente, levará à anulação da decisão por aclamação da sigla deixar oficialmente de integrar a base de apoio do governo da presidente Dilma Roussef. Em “tweet” (postagem, publicação) no Twitter, o senador afirma que se observadas com atenção as fotos da reunião presidida por Michel Temer, e divulgada com toda a pompa e circunstância, ganhando espaço em todos os noticiários da grande mídia nacional, se verificará que não havia quórum suficiente para, dentro da legalidade e obedecendo as normas estabelecidas no Estatuto Partidário e em seu Regimento Interno, ter sido tomada qualquer decisão deliberativa.

“Analise os vídeos de presença e chegará a conclusão de que na reunião do diretório nacional do PMDB NÃO HAVIA QUÓRUM PARA DELIBERAÇÃO”, afirmou Roberto Requião.

Outro fato que chamou a atenção da mídia mais preocupada com fatos de com o sensacionalismo, foi a duração da reunião deliberativa, que transcorreu em pouco mais de três minutos, tempo insuficiente até mesmo para dar início a uma reunião de condomínio. Não bastasse estes dois fatos relevantes (possível falta de quórum e tempo exíguo para a realização de uma importante deliberação), fontes afirmam que, em desatenção ao determinado em regimento interno, os presentes não assinaram a ata da reunião, o que impossibilitaria qualquer verificação de presença.

As possíveis e aparentes irregularidades devem levar a validade da decisão para o campo judicial, pois abre caminho para que os ministros que não têm interesse em “desembarcar” do governo permaneçam em seus cargos sem o risco de sofrerem qualquer processo de expulsão por parte da cúpula nacional do partido que faz planos para assumir a presidência da República (por Enio Jorge Job).

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar