“Agent”, um semáforo inteligente que reage ao fluxo de veículos

Latinoware 2017
Ferramentas
Estilo

FOZ DO IGUAÇU - PR - “Agent”, um semáforo multitarefas, pretende revolucionar e melhorar o trânsito nas principais cidades do Brasil e do mundo. Ele já está em teste há 3 anos em Ivaiporã, uma cidade de 32 mil habitantes a 450 quilômetros de Foz do Iguaçu. Desde sua implantação conseguiu melhorar em 49% o fluxo do trânsito no município e reduzir o número de acidentes. Segundo seu criador, o cientista da computação, Aleksandro Montanha, hoje são muito utilizados os semáforos inteligentes pré-programados.

O “Agent” é diferente. Reage em tempo real conforme o fluxo de veículos. “Ele pode fechar a qualquer momento, pois controla quanto tempo determinado grupo de veículos levará para fazer o cruzamento. Inclusive emite som e fecha se há pessoas atravessando a rodovia”, explicou.

Mas o “Agent” não é apenas um semáforo capaz de controlar o transito. Como é feito com lâmpadas de LED, pode ser transformado em placas de sinalização e também num roteador de internet. Ele conta com placa wifi com alcance de até 180 metros.

Ele pode ainda ser um “guarda” de trânsito, capaz de filmar, inclusive, os veículos que desrespeitarem a faixa de pedestre ou avançarem o sinal vermelho. E no caso de acidente, é possível fazer reconstituir em 3D.

Todo o funcionamento do “Agent” foi apresentado durante o Latinoware 2017, em Foz do Iguaçu.

Reportagem: Abilene Rodrigues
Foto: Sílvio Vera

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar