O que é inovação

Editorial
Ferramentas
Estilo

Os “jovens Hackers” da III Semana de Ciência,Tecnologia e Inovação de São Mateus e Região norte do Espírito Santo conheceram o Jornal do Iguassu e apreciaram o Caderno de Inovação.

O tempo todo nos perguntamos o que é inovação. E sempre vem à minha cabeça que algo somente pode ser considerado inovação caso tenha sido inventado antes de nós termos nascido, devido à velocidade de informação e conhecimento que temos hoje nesse mundo loucamente conectado que vivemos. Mas respondo não, pois muitas pessoas não sabem usar esse poder de informações da forma correta, e muitas vezes nem aproveitam essa informação que é jogada em toneladas de bytes todos os dias na rede mundial.

Mas o que é preciso para inovar então? Acho, nesse caso, bem simples e objetiva a resposta. Precisamos de dedicação e força de vontade de aprender a inovar. Mas inovar para quem? Primeiramente para nós mesmos, sair da área de conforto e procurar melhorar seu próprio eu e o meio que o cerca.

A propósito, neste edição você vai conhecer o nosso “ser inovador”: Cesar Brod. É o idealizador e um dos fundadores da Solis, Cooperativa de Soluções Livres e membro do projeto “Linux around the World”, de Jon “maddog” Hall, uma iniciativa internacional que busca a conscientização e disseminação do uso de soft ware livre. Um outro inovador que colaborou conosco neste Caderno é Ramilton Costa Gomes Júnior, que ecsreveu um artigo sobre segurança na Internet. Vale a pena conferir!

Essa semana participei da III Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação de São Mateus e Região Norte do Espirito Santo, e fiquei muito feliz com tudo o que foi apresentado por lá, Vários estandes, onde as principais atrações de cada um deles eram os alunos mostrando suas criações. O mais interessante era poder ver professores e coordenadores sendo apenas meros espectadores desses jovens, pois capacitaram muito bem nossos futuros hackers. Hackers? Como assim? É sim! Você leu direito. A palavra “Hacker” ao contrário do que todos pensam, não é uma pessoa do mal. Pode-se defi nir como “Hacker do bem” e “Hacker do mal”. Como Black Hat e White Hat e até Gray Hat também. Hackear não é uma coisa do mal, mas sim, é possível alguém usar técnicas Hacker para fazer o bem ou o mal. Inclusive crackear coisas. O princípio da cultura hacker e sua fi losofi a originaram-se no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (Massachusetts Institute of Technology, MIT) entre os anos 1950 e 1960. O termo Ética Hacker foi atribuído pelo jornalista Steven Levy conforme descrito no seu livro intitulado Hackers: Heroes of the Computer Revolution publicado em 1984.

A Microsoft acaba de lançar o MS-Linux. Assim, torno a reafirmar: o futuro é livre! Então jovens, estudem e hackeiem o mundo...

 

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar