Curto-circuito em termelétrica causou queda de energia em refinaria da Petrobras

Geral
Ferramentas
Estilo

SÃO PAULO - SP - A Petrobras informou hoje (8) que a Refinaria Presidente Bernardes (RBPC), em Cubatão (SP), sofreu uma parada momentânea de suas atividades, na noite de ontem (7), em consequência da interrupção no fornecimento de energia pela Usina Termelétrica Euzébio Rocha, mas isso não gerou impacto sobre a segurança das pessoas ou do meio ambiente.

“O abastecimento ao mercado está garantido e as causas do evento estão sendo avaliadas”, acrescentou a empresa por meio de nota.

De acordo com a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cesteb), o desligamento da energia ocorreu por causa de um curto-circuito, às 18h43, em uma chave seccionadora. Segundo a Cetesb, houve um princípio de incêndio que foi contido com extintores pelos brigadistas da refinaria e uma parada geral da UTE (unidade termelétrica) em função da interrupção do fornecimento de água pela Refinaria Presidente Bernardes. A energia voltou a ser acionada às 19h08 pela Companhia de Energia (CTEEP), com a gradativa retomada dos sistemas interligados.

“Em decorrência do evento, em um primeiro momento e por falta de energia, algumas unidades da RPBC foram paralisadas. Em um segundo momento, por conta da paralisação da ETA [estação de tratamento de água] e da interrupção do fornecimento de vapor (UTE), todas as demais unidades da RPBC foram paralisadas”, diz o comunicado da Cetesb. A refinaria deverá apresentar um relatório sobre o fato até amanhã (9) à Cetesb.

O Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (SindiPetro) publicou uma nota informando que o apagão durou pouco mais de meia hora e que todas as unidades da refinaria tiveram o seu funcionamento completamente paralisado. Segundo a entidade, há relatos de funcionários de que houve vazamento de amônia e incêndio provocado por escape de material inflamável, seguido de explosão. Ainda de acordo com o sindicado, o problema atingiu também as indústrias de fertilizantes de Cubatão.

Reportagem: Marli Moreira
Edição: Juliana Andrade
Foto: Agência Brasil

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar