Boca Maldita - 09 de Novembro de 2016

Estilo

A Justiça poderá pedir música no Fantástico

Dois ex-secretários de Saúde de Foz (Bortolo e Gilbert) já foram presos no âmbito da Operação Pecúlio. Agora delataram o envolvimento de Patrícia Foster. Para completar, a Justiça deu prazo de cinco dias para que seja dado início à reforma do PA do Morumbi, que encerra nesta sexta-feira (11), sob pena de prisão. Se Patrícia fizer companhia aos dois secretários, serão três no xilindró. O que dará direito ao Juiz de pedir música no Fantástico. Que trágico destino da saúde pública de Foz do Iguaçu.


Aniversário comemorado na fronteira

A redação do JI recebeu a visita das formosas irmãs Tânia e Rosângela Seffrin. Rosângela veio à tríplice fronteira acompanhada do esposo Geison, piloto da Gol, e Tânia de seu marido Roveno, empresário da cidade gaúcha de Carazinho. Rosângela estava comemorando seu aniversário na Terra das Cataratas. Nossa lentes clicaram somente as duas beldades porque o profissional que fotografa homens já foi demitido faz tempo, portanto, os maridos ficaram de fora.


Nitroglicerina pura

Trechos das delações premiadas de diversos envolvidos na Operação Pecúlio são nitroglicerina pura. Os “colaboradores” da Justiça contaram coisas do arco da velha, relatando nos mínimos detalhes como era efetuado o pagamento de propina e a quais pessoas. Empresários de “conduta ilibada” participaram de reuniões e mais reuniões, quando ocorreram as “mordidas” na maior “cara dura”.


Propina na frente do motel?

Um dos depoimentos revela que o pagamento de propina no valor de R$ 110 mil teria supostamente sido realizado na frente do Motel Play Time. Na ocasião, diz o delator que os empreiteiros Nilton João Beckers e Fernando Bijari estacionaram um veículo e logo em seguida apareceu Carlos Budel, a quem teria sido entregue uma mochila contendo o dinheiro. Será que foi mesmo do lado de fora do motel essa "transação"? Ou a história é para manter a vergonha apenas no lance da propina?


Reunião no FozTrans para cobrar propina

Em outra ocasião, teria dito o delator que houve uma reunião na sede do Foztrans, quando o prefeito afastado, Reni Pereira teria cobrado “na cara dura” propina de três empresários respeitados da cidade. Afirma o dedo duro que Reni precisava urgente dos 10% combinados para repassar “a uns caras” do Ministério das Cidades, e que se a “bufunfa” não viesse, as obras seriam fiscalizadas pela CGU.


Não queriam pagar propina

Na mesma reunião supostamente realizada no Foztrans, conta o delator ainda que Reni disse aos empreiteiros que apenas a empresa SR, de Nilton Becker, estava pagando em dia a propina. Os demais empreiteiros não quiseram pagar, alegando que houve uma redução no contrato porque uma empresa havia “atravessado” a licitação. Finaliza o delator dizendo que Reni ficara com raiva e que então teria colocado as empresas “na geladeira”.


Guerra de grupos

Em uma outra delação, a revelação teria sido sobre as guerras internas para contratar empresas que beneficiariam este ou aquele grupo. No caso da PPP da Saúde, Patrícia Foster defendia uma empresa, e Charles Bortolo outra. Patrícia elaborou um dossiê e o entregou ao Conselho de Saúde. Este foi contra e acabou com a primeira tentativa de implantar a PPP. Reni ficou possesso e acabou exonerando Patrícia da diretoria da Fundação.


Pescoço na guilhotina

O juiz de Direito Wendel Fernando Brunieri, deu prazo de cinco dias para que a prefeita Ivone Barofaldi e a secretária da Saúde, Patrícia Foster, comecem a reforma no PA do Morumbi. O município já havia descumprido ordem judicial por duas vezes. Desta vez, Ivone determinou que a Procuradora faça os procedimentos necessários para iniciar a obra. Como diziam os romanos: “Qui culum habet, timorem tenet”. Que no bom português, quer dizer: Quem tem ....tem medo.


Vereador passa fogo em eleitor

Cansado de receber cobranças de promessas não cumpridas, o vereador José Alberto Carvalho Pereira, vulgo Zé Lambão, do PSD, sacou do revólver e passou fogo em um eleitor que vivia cobrando a instalação de água em sua comunidade. O fato ocorreu em Campo Formoso, na Bahia. O suspeito fugiu, mas foi capturado pela Polícia Militar na entrada da cidade de Senhor do Bonfim. Zé Lambão foi eleito nas eleições do mês passado, tem 35 anos e é solteiro.

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar