Boca Maldita - 05 de Outubro de 2016

Estilo

Fundo do Poço

Policiais militares e guardas municipais apreenderam um caminhão do Provopar de Foz do Iguaçu na manhã desta quarta-feira (04). O caso foi registrado durante uma blitz de trânsito na Avenida Duque de Caxias. O veículo Mercedes Benz, placas AGY-8723, foi retido por falta de pagamento de impostos obrigatórios. O caminhão foi levado ao pátio do Foztrans. A que ponto chegamos...

Campeão de votos

O prefeito Beto Preto (PSD), de Apucarana, comprovou o alto índice de aprovação de sua gestão. Ele obteve 60.001 votos, totalizando 86,11% dos votos válidos, contra apenas 12,64% do seu principal adversário, Sérgio Bolonhezi (PSDB). Beto Preto, que é médico, sepultou políticos tradicionais como o ex-prefeito Valter Pegorer (PMDB), que apoiou o candidato tucano. Os Bocudos lembram que na cidade vizinha de Santa Terezinha, o Cláudio Eberhard fez façanha comparável, com mais de 70% dos votos.

Hotel de Foz vai a leilão

Apesar do bom movimento registrado no setor turístico, alguns hotéis da cidade estão mal das pernas. O Lanville, da Av. Jorge Schimmelpfeng, vai a leilão por conta de um débito de R$ 2,5 milhões, por não ter pago impostos à Prefeitura. O hotel será ofertado por R$ 22 milhões na primeira chamada e R$ 11 milhões na segunda. Outro hoteleiro famoso, que deve até as calças. Continuará impune para sempre? Porque milionário que é dono de hotel, de empresa de ônibus, de órgão de imprensa, e de muitas outras "cositas más", devem o quanto quiserem, e não pagam nunca. A lei, parece ser apenas para os bem pequenininhos...

Sinal dos tempos?

Um dos maiores hotéis do Paraná foi colocado à venda. O lance inicial era de R$ 90 milhões. Ou ninguém se interessou pela sucata, ou ficou com medo de levar um golpe, especialidade do notório empresário. Baixaram para R$ 70 milhões e não apareceu nenhum comprador. Agora estão oferecendo por R$ 50 milhões. Será que vai aparecer alguém? Os Bocudos acham que não. Quem realmente quiser comprar esperará ir à leilão.

Miss Brasil é do Paraná

A Miss Paraná, Raíssa Santana, foi eleita a Miss Brasil 2016. O concurso aconteceu em uma casa de espetáculos em São Paulo. Raíssa levou a melhor sobre as concorrentes do Rio Grande do Norte, que ficou em segundo lugar, e do Maranhão, que pegou a terceira colocação. “Parece que eu estou num sonho”, disse ela, emocionada.

Uma pequena confusão

Os Bocudos receberam no JI a vereadora Anice Gazzaoui, reeleita com a segunda maior votação da Câmara, dobrando a quantidade de votos obtida em 2012. Ela perguntou a que nós, que estávamos vendo de fora, creditávamos a votação obtida. Perguntamos se ela havia sido recebida com hostilidade em algum local e ela, disse que foi bem recebida por todo o lugar onde passou, exceto por dois incidentes em que foi até xingada e, em seguida, disseram: "Saia daqui, teu marido acabou com Foz do Iguaçu". Foi quando Anice se deu por conta que estava sendo confundida com a irmã deputada. Esclarecida a confusão, a candidata foi convidada a entrar e tomar um café...

Que Jorge proteja

Em Foz, o "Protetor Jorge" foi eleito com expressiva votação, sendo o terceiro mais votado, com 3.181 votos. Os diversos ativistas em prol dos direitos dos animais e as associações e ONGs que atuam no setor, fecharam questão em torno do nome do protetor. Como resultado, não só o elegeram, mas demonstraram a força que tem a causa. Em Cascavel há um enorme jogo de vaidades entre as diversas entidades que atuam no setor, a ponto de cada uma querer lançar o seu candidato, além dos avulsos, o que inviabiliza a eleição de todos.  Quem sabe um dia olhem todos na mesma direção, a da necessidade urgente de mudanças para que nossos amiguinhos de quatro patas tenham uma vida menos sofrida, e então, consigam se unir em torno de uma candidatura, porque, até lá, o negócio é fazer procissão de porta em porta dos gabinetes, como aconteceu na atual legislatura. Mas, nessa, que o façam sem reclamar.

Antes mesmo de começar

Se a questão da impugnação da candidatura do ex-futuro-prefeito, ou ex-futuro-ex-prefeito, Paulo Mac Donald não se resolver logo, de preferência ainda no mês de outubro, corre-se o risco de se contaminar a nova Legislatura antes mesmo dela começar. Se o julgamento no TSE sair somente no final de dezembro, como é bem provável que aconteça, a nova Legislatura se iniciará com a mais titânica luta pela presidência da Casa Legislativa. Cada voto estará supervalorizado e não será dado somente pela simpatia dos(as) possíveis candidatos(as). O porque é simples: Se confirmada a impugnação de Mac Donald, serão realizadas novas eleições e adivinhem quem assumirá a prefeitura enquanto o processo eleitoral ocorre? Se você disse o, ou a presidente da Câmara, acertou na mosca.

Caixinha de surpresas

Em eleições acontece cada coisa que se contar, ninguém acredita. Dizem que um vereador que está na presidência do Legislativo, até poucos dias antes das eleições já articulava para permanecer no cargo por mais dois anos. O único detalhe é que esqueceu de combinar isso com os eleitores, ou como se diria em qualquer um dos países vizinhos, "olvidó" de primeiro se eleger, e acabou ficando de fora na corrida por uma cadeira. As más línguas dizem que é comum candidatos se darem mal nessa corrida porque resolvem corrê-la de salto alto.

Ainda não foi desta vez

O nosso amigo Teixeira não se dá por vencido, e afirmou aos Bocudos que fará com que os eleitores entendam a mensagem por trás de seu número, que trás o final 171. Para não ter que esperar até a próxima eleição municipal, somente em 2020, Teixeira vai ser candidato a deputado federal, acelerando o processo de convencimento do eleitorado. Segundo ele, água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Para os Bocudos, o ditado deveria ser: "Água mole em pedra dura, respinga para todo lado".

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar