Boca Maldita - 04 de Outubro de 2016

Estilo

Santinhos em dia de eleição...

No domingo os Bocudos resolveram dar uma circulada pelas seções eleitorais para ver como as coisas andavam. De repente, nas imediações do Colégio Barão do Rio Branco, fomos abordados por um veículo da Justiça Eleitoral. Um funcionário do TRE desceu e nos orientou a ir imediatamente para casa e só sair novamente após o término das eleições. Espantados, perguntamos o porque disso, quando ele nos respondeu: "Vocês são da imprensa e não sabem que não podem circular 'santinhos' no dia das eleições"? Tivemos que ir para casa, afinal, lei é para ser cumprida

Pergunte no TSE...

Um leitor, e eleitor, nos perguntou por e-mail qual é a função da Justiça, em especial a Eleitoral: dar uma solução aos embates, ou criar situações que podem atrapalhar a vida de uma cidade inteira? Respondemos que seria mais prudente perguntar no Posto Ipiranga, ou no TRE. Os Bocudos, porém, entendem que não é mais aceitável que se chegue às eleições com candidaturas pendentes, à espera de decisões dos Tribunais Eleitorais. Não é justo, nem que Paulo Mac Donald, que fez o maior número de votos na disputa à prefeitura, seja impedido de assumir após o pleito ter ocorrido, como menos ainda o é que a sociedade acabe arcando com o custo e o atraso de vida de uma nova eleição, já que a situação é toda resultado da morosidade da Justiça. Ou a Justiça Eleitoral tem que achar meios para que possa julgar tudo a tempo, ou mudar a Legislação, determinando que só possam concorrer os que tiverem a candidatura definitivamente homologada.

Que sexo frágil, que nada...

Enquanto pelo Brasil afora está o maior chororô quanto à falta de mulheres eleitas para o Legislativo, em Foz as duas candidatas eleitas são justamente as mais votadas. Nanci Rafain Andreola fechou a conta com 5.192 votos e Anice Gazzaoui com 4.937. Juntas, contabilizaram 10.129 votos. A conta já impõe respeito, no entanto, se considerarmos que todos os 15 eleitos, juntos, somaram 35.531 votos, temos que as duas mulheres eleitas totalizaram 28,50% da soma de todos os votos dos vereadores eleitos, ou se preferirem, 7,49% de todos os votos válidos de Foz do Iguaçu. Vai ter muito vereador machão tendo que falar fino com as novas vereadoras.

Sola de sapato de salto alto

Os candidatos desconhecidos, que não são profissionais e disputaram uma cadeira no Legislativo, não apenas não se intimidaram com as raposas velhas, como ainda desceram o sarrafo, promovendo uma renovação de cerca de 60% do Legislativo. Não escapou nem mesmo o presidente da Casa. Talvez seja porque dizem que se ganha eleição é gastando a sola do sapato, e sapato de salto alto tem pouca sola para gastar.

Vai pra casa

Paulo Rocha já anunciou que pretende fazer uma grande frente para disputar a eleição de deputado em 2018. Tem gente que não se enxerga, mesmo. O cara fez 4 mil votos na eleição de 2015 e cerca de 500 em 2016, e ainda fica pensando em ser deputado? Perdeu 3.500 votos em quatro anos, e não conseguiu entender que o povo só gosta de palhaço profissional como o Tiririca, e não de imitadores amadores? Preste atenção em um conselho dos Bocudos, Rocha, e vai pra casa, montado naquele cavalo com o qual você foi até à Câmara.

Na lanterna

Nove candidatos a vereador de Foz aparecem na lista com zero votos. Na verdade, alguns tiveram o registro cassado (caso de Zé Carlos) e outros não participaram da eleição. Feio mesmo ficou para os 14 que somaram menos de 40 votos. Não vamos dar os nomes para não aumentar o vexame, mas eles devem pensar muito até  as próximas eleições.

Conta rosa

Durante o mês de outubro, a Sanepar vai mudar sua tradicional conta azul e distribuir cerca de 3 milhões de contas de água e esgoto impressas na cor rosa. Reavisos e outros comunicados também serão dessa cor, com o objetivo de lembrar a população sobre a importância da prevenção do câncer de mama. Aqui para os Bocudos pode mandar com qualquer cor, desde que não seja salgada.

Apenas um voto

Feio mesmo ficou para um candidato de uma cidade pequena, que teve apenas um voto. Ele chegou bravo em casa e cobrou da esposa:
- Querida, você garantiu que iria votar no seu amorzinho.
E ela, com a maior cara de pau, respondeu:
- E votei mesmo!

Em nome do pai

O filho do ex-presidente Lula, Marcos Lula (PT), não conseguiu se reeleger vereador em São Bernardo do Campo (SP). Ele teve apenas 1.504 votos, menos da metade dos 3.882 obtidos em 2012, e foi o 58º na disputa pelas 28 vagas da Câmara Municipal da cidade do ABC paulista. Marcos é filho adotivo do ex-presidente e filho biológico de Marisa Letícia com seu primeiro marido.

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar