Um baita atleta

Já encontram cada coisa do arco da velha no âmbito da Operação Pecúlio, capaz de fazer acordar defunto morto com bala de cristal. A última foi essa pérola do ex-secretário de esportes, Anderson Andrade, oferecer bolsa atleta para o rei momo, Marcos Rafael Fermino, que ganhava R$ 600 reais por mês. Difícil será encontrar o tipo de esportes que o rei momo praticava. A PF bem que tentou, mas não conseguiu.

Leia mais...

Uma planilha muito explosiva

Um passarinho verde (e não é o papagaio da Casa Amarela) contou para os Bocudos que o ex-secretário, Carlos Budel, possui uma planilha pra lá de explosiva. Escrita com caneta tinta azul, a planilha aponta nomes e valores repassados a pessoas que pegaram um dim dim forte para votar favorável a um projeto que beneficiou uma grande empresa paranaense.

Leia mais...

Péssimo exemplo

Um grupo de vereadores chineses esteve nesta sexta (14) na Câmara de Vereadores para uma proposta de intercâmbio. Certamente não levaram bons exemplos, pois tem um vereador que é membro justamente da Comissão de Ética, que anda com tornozeleira eletrônica; outro, que foi gravado pedindo que eleitores brasiguaios fraudassem a biometria; e, um terceiro, que gosta de usar roupa de palhaço e nomear os parentes na Prefa. Fora os que estão na mira do Gaeco por causa do famoso “mensalinho”. Imaginem a imagem que os vereadores chineses vão levar de Foz. O negócio é torcer para que não abram muito os olhos...

Leia mais...

Muito preparado... pouco experiente...

Sempre tem a turminha dos comentários maldosos. Em todo o lugar, das Igrejas à mesa quadrada da Boca Maldita. E, quando o assunto é política, então, até o padre fica meio maldoso nos comentários. Surgiram conversas de que um candidato que se apresentou nas eleições passadas como o mais preparado para administrar Foz do Iguaçu não é lá muito bom quando se trata de dialogar com os trabalhadores. Quando a prática se dá em seus bem-sucedidos negócios, as consequências ardem somente no seu bolso. Porém, imaginem o "homi" à frente da prefeitura, tratando os funcionários públicos como se fossem os empregados de suas empresas? Não seria de se espantar se surgisse uma cascata de ações trabalhistas contra o município. O problema, nesse caso, é que o custo arde no bolso do contribuinte. Ou seja, no seu, no meu, no nosso. E, nem entramos nos comentários a respeito do assédio, porque hoje, se falar um pouquinho mais alto com o funcionário, já aparece um "dotô" querendo entrar com uma ação por assédio...

Leia mais...

Não é só a União que faz a força

A vereadora Nanci Rafain (PDT), mesmo já estando eleita, continua em franca campanha. Primeiro, para garantir a presidência do Legislativo e, caso Paulo Mac Donald seja confirmado como prefeito eleito, garantir a governabilidade por pelo menos dois anos; segundo que, caso Paulo não consiga reverter a impugnação de sua candidatura no TSE, ela é a mais cotada candidata para uma nova eleição pelo PDT, com apoio do Mac e dos demais coligados.

Leia mais...

O criador de cobras

Um político famoso da cidade confidenciou a amigos estar cansado de criar cobras. Recordou 2005, quando criou uma cobra educacional e outra legislativa, que quase lhe arrancaram os olho$ majorando orçamentos. No decorrer do tempo, criou outras cobras que destilaram seu veneno na última eleição, aliando-se à cobra master que quase lhe dá um bote fatal.

Leia mais...

Mais artigos...