Duplicação da BR-277 está com 46% dos serviços concluídos

Geral
Ferramentas
Estilo

Foz do Iguaçu - PR - A duplicação da BR-277, no perímetro urbano de Matelândia, segue em ritmo acelerado. Atualmente são cinco frentes de trabalho executando serviços ao longo de 5,3 quilômetros da rodovia. A obra está com 46% dos serviços concluídos. O investimento é uma parceria do Governo do Paraná e a concessionária Ecocataratas. 

As equipes estão finalizando a trincheira que ligará a rua Assis Brasil à rua Rio de Janeiro, no centro da cidade. Cerca de 72% dos serviços foram concluídos, a fase atual é de construção das alças de acesso e do aterro de contenção. Quando concluída a obra será destinada para travessia de veículos leves e pesados, além de espaço para pedestres. 


Alguns trechos de pavimentação também já estão em fase de conclusão. Além dos serviços de obras de arte, há equipes fazendo terraplanagem, drenagem, pavimentação, sinalização e serviços complementares. O investimento na obra é de R$ 41,6 milhões.

OBRA

Ao todo serão duplicados 5,3 quilômetros da BR-277, e construídos três trincheiras (km 656, 657 e 658) – todas com espaço para a travessia de pedestres – e uma passarela exclusiva para pedestres no km 658. A previsão é que a obra seja concluída no final desse ano.

Os motoristas que trafegam pela região devem ficar atentos às sinalizações, desvios e às máquinas na pista.

Redação com AI - Foto: Divulgação 

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar