PF combate lavagem de capitais e organização criminosa no RS

Polícia & Trânsito
Ferramentas
Estilo

PORTO ALEGRE - RS - A Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal deflagram nesta segunda-feira (11/9) a Operação Conexão Venezuela, visando apurar a prática dos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa com atuação no Rio Grande do Sul. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em Porto Alegre/RS (4), Canoas/RS (1), Passo Fundo/RS (4), Erechim/RS (2), Americana/SP (1) e São Paulo/SP (2). Além disso, 6 pessoas são alvos de condução coercitiva.

As investigações tiveram início com base em procedimento fiscal da Receita Federal que identificou pessoas jurídicas no RS e em SP realizando transações financeiras atípicas, supostamente no exercício de atividade de intermediação de exportação de máquinas e implementos agrícolas do Brasil para a Venezuela.

Os investigadores identificaram que empresas sediadas na Venezuela (dentre elas, uma estatal), remeteram vultosos valores ao Brasil, a pretexto de aquisição desses equipamentos. Parte considerável desse montante, porém, não foi destinada aos fabricantes e fornecedores, tendo circulado em contas bancárias diversas e, ao final, remetida ao exterior. Algumas dessas transferências tiveram como beneficiárias pessoas jurídicas sediadas em paraísos fiscais. Parte dos recursos remetidos da estatal venezuelana para o Brasil seria fruto de crime. Apenas no período de 2010 a 2014, os valores movimentados pela organização teriam ultrapassado R$ 200 milhões.

Será realizada entrevista coletiva, às 10h, no auditório da Superintendência da Polícia Federal no Rio Grande do Sul (Av. Ipiranga, 1365/5º andar – Porto Alegre).

Reportagem: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul
Foto: Arquivo PF

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar