Polícia Ambiental prende nove por crimes no Parque Nacional

Polícia & Trânsito
Ferramentas
Estilo

CASCAVEL - PR - A Polícia Ambiental desencadeou na manhã desta quinta-feira (08) a Operação Independência, com o objetivo de combater a caça ilegal na área do Parque Nacional do Iguaçu, quando 17 mandados de busca e apreensão foram cumpridos e buscas foram feitas em casas localizadas ao redor da área do PNI.

Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Cascavel e visavam, a princípio, moradores suspeitos da cidade de Santa Tereza do Oeste. Participaram da operação 50 policiais ambientais de Foz do Iguaçu, Santa Helena, Francisco Beltrão e Boa Vista da Aparecida. Veterinários do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, também participaram da Operação, fiscalizando se as carnes apreendidas eram de animais do parque.

No distrito de Santa Maria foi feita primeira abordagem à residência e na casa foram apreendidas armas e munições, sendo que outros suspeitos foram encaminhados para a sede de Polícia Ambiental. Em um lote onde existe três residências, nenhuma evidência foi encontrada nas casas, porém ao vistoriar o galinheiro, os policiais encontraram armas e munições. O homem chamado Anderson José Chabat, de 28 anos tinha uma espécie de espingarda, armas artesanais, roupas camufladas, geralmente usadas para confundir na mata, além de 10 cães de caça. Inquirido, Anderson disse que caçava anteriormente, mas que hoje em dia não caça mais. Na casa da mãe de Anderson foi apreendido um periquito. O rapaz foi levado para o Posto da Polícia Florestal, onde já estavam outros presos.

As equipes, que se dividiram para atuar também em Lindoeste, começavam a chegar e com elas traziam mais armas, munições e carne congelada, assim como troféus de caça, chifre de veado, casco de tatu e até uma pata de harpia, espécie praticamente extinta no Paraná.

Os cumprimentos de mandados devem se estender até o fim da manhã desta quinta-feira. No balanço da Operação, que foi encerrada ao meio dia, contabilizam centenas de munições, 14 armas, sete em uma única casa, alguns quilos de carne e nove pessoas presas, que vão responder pelos crimes ambientais praticados, como posse ilegal de arma de fogo, cativeiro de animais silvestres, caça e abate de animais silvestres.

 

Adicionar comentário

Os comentários não representam a opinião do Jornal/Portal do Iguassu, sendo de total responsabilidade de seus autores. Os usuários do Portal podem comentar os artigos e os comentários de outros usuários. Não há um limite preestabelecido de comentários por artigo, no entanto, os moderadores podem, a qualquer momento, encerrar os comentários, se um determinado artigo estiver causando discussão exagerada ou fora do assunto tema.
Palavra ofensivas, de baixo calão ou desrespeitosas, ocasionarão o bloqueio do IP do usuário. Usuários bloqueados, cujo acesso se der através de redes corporativas, provocarão o bloqueio de toda a rede, impedindo o acesso dos demais usuários. Uma vez bloqueado, o IP só será liberado após identificado o usuário que tiver infringido as regras de postagem.


Código de segurança
Atualizar